Nova política de dados do WhatsApp pode ser contestada na Justiça

whatsapp-892926_1280-1024x682

Fonte: Migalhas

O compartilhamento de dados com o Facebook foi anunciado pelo WhatsApp na semana passada. Essa nova política de dados levanta debate sobre abuso de poder econômico. A conta é suspensa para quem não concorda com a mudança. Em entrevista ao Migalhas, Renato Opice Blum, chairman e sócio-fundador do Opice Blum, Bruno e Vainzof Advogados Associados, avalia que essa imposição pode parar no Judiciário.

“A alternativa dada para quem não concordar é não usar. Esse talvez seja o grande ponto de discussão hoje em dia, se isso seria possível. Teremos aí uma combinação: LGPD mais leis que envolvam o abuso do poder econômico, que inclusive é pauta global. Os países estão tratando desse assunto e abrindo alguns processos. Essa seria a bola da vez”, analisa Opice Blum.

Ainda de acordo com o advogado, o WhatsApp “é uma aplicação privada, mas quase que de utilidade pública, é uma novidade que temos no contexto atual e que provavelmente o Judiciário vai equalizar.”

Leia a reportagem na íntegra.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp