Principais multas aplicadas pelas DPAs da UE entre 2018 e 2022

report_multas_VF_Notícia 2 cópia 2 (1)

SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E PROTEÇÃO DE DADOS | Entre 2018 e 26 de março de 2022, as autoridades de proteção de dados da União Europeia, em cumprimento às regras do GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados), aplicaram mais de mil multas em valor superior a EUR 1,6 bilhão, por violações ao princípio da segurança e de notificações obrigatórias às autoridades e aos titulares dos dados.
 
Elaboramos report ilustrado a partir de relatório divulgado pelo ICT Legal Consulting, contendo as dez principais ocorrências no período. Entre os motivos que levaram à aplicação das sanções, destacamos:
 
– Políticas equivocadas de retenção de dados;
– Falhas em programas de fidelização;
– Ausência de criptografia;
– Autenticação precária que motivou aos fraudadores acesso a dados de clientes;
– Monitoramento de empregados sem a devida transparência;
– Notificação de violação de dados às autoridades com atraso;
– Violação dos direitos dos titulares dos dados;
– Vazamentos de dados.
 
No ranking dos países que somam os maiores valores pagos por multas, quem lidera é Luxemburgo, seguido por França, Irlanda e Itália. Já em quantidade de autuações, a Espanha lidera, com 400 multas recebidas entre 2018 e março de 2022, seguida de Itália, Romênia e Alemanha.

Confira aqui nosso report.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp