Após determinação da Suprema Corte da Austrália, CNN retira do ar sua página no Facebook

cnn facebook_Noticia

REDES SOCIAIS | Após decisão da Suprema Corte da Austrália, a CNN retirou do ar sua página do Facebook no país. A determinação consiste em responsabilizar as empresas de mídia pelos comentários dos usuários da rede social nas notícias compartilhadas pela empresa de jornalismo.

Em entrevista ao Jornal da CNN, nosso chairman e sócio-fundador, Renato Opice Blum, explicou que, no Brasil, uma decisão semelhante não ocorreria. “O Marco Civil da Internet determina que essa responsabilização só vai ocorrer a partir do descumprimento de ordens judiciais”, disse.

De acordo com o advogado, se houver qualquer comentário tendencioso, “é o juiz quem determina sua exclusão, a remoção do autor da rede social correspondente ou a identificação do IP”. As empresas de mídia com páginas em redes sociais, portanto, não são responsabilizadas nessas situações, a não ser que descumpram ordem judicial.

Clique aqui e assista à entrevista completa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp