Medidas de segurança para proteger suas informações em caso de furto ou roubo do celular

MicrosoftTeams-image (56)

CIBERSEGURANÇA | A cada cinco minutos, um celular é roubado na cidade de São Paulo. Os dados são do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, referentes aos meses de janeiro e fevereiro. O risco tem levado muitas pessoas a terem um celular reserva com os apps de bancos, que fica em casa.

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) afirmou que há medidas que o usuário pode adotar sem precisar deixar o smartphone em casa. Em entrevista ao Valor Econômico, nosso chairman e sócio-fundador, Renato Opice Blum, explicou que uma dica é bloquear a alteração da biometria com a mesma senha atrelada ao desbloqueio de tela.

“Quando o criminoso força a vítima a dar a senha do dispositivo, em aparelhos com biometria nos quais a senha biométrica é a mesma do desbloqueio, isso permite que ele refaça a biometria e assim acabam acontecendo as fraudes nos aparelhos”, alertou.

Outra dica importante é ter sempre o IMEI do seu aparelho anotado em casa, que funciona como uma espécie de RG do celular, permitindo a sua identificação e bloqueio. Além disso, a ativação da dupla autenticação é fundamental para proteger seus aplicativos e a segurança de seus dados.

Leia aqui a reportagem na íntegra.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp