Vítima de golpe do Pix deve registrar boletim de ocorrência e avisar instituição financeira

pix florence_Noticia

PAGAMENTOS INSTANTÂNEOS | Apesar da comodidade de fazer transferência bancária a qualquer hora, tendo a garantia de compensação imediata do valor, o Pix tem se tornado facilitador para a prática de crimes, como roubo à mão armada e sequestro relâmpago.

Em razão disso, o Banco Central divulgou novas regras para utilização dos pagamentos instantâneos, a exemplo da limitação de valores para transações feitas entre 20h e 6h, além da possibilidade de o correntista controlar os valores máximos disponíveis para o Pix.

Em entrevista ao CNN Prime Time, nossa gestora de Bancário Digital, Florence Terada, disse que as medidas adotadas pelo BC são muito importantes e benéficas. No entanto, ela afirmou que os cidadãos devem dispor de outros cuidados mais simples para a proteção dos dados pessoais. “Às vezes, trocamos de celular e esquecemos de parametrizar uma senha para bloqueio e desbloqueio do aplicativo ou utilizamos senhas idênticas para vários acessos. Outra dica é evitar deixar as senhas anotadas no bloco de notas”, disse a advogada.

Quanto à possibilidade de recuperar valores desviados via Pix, Florence ressaltou que nenhum processo é blindado a falhas. Nesses casos, os clientes devem entrar em contato com o banco, além de registrar a ocorrência na delegacia. “É importante que a vítima guarde as evidências para apresentar possível contestação perante a instituição bancária, sendo que a avaliação do caso será feita de forma individualizada”, concluiu.

Assista aqui à entrevista na íntegra.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp